Chacras

A ciência muitas vezes vem a comprovar a veracidade de conhecimentos muito antigos. O ceticismo e a ignorância criam suas quatro paredes , sendo quase impossível uma nova consciência , uma nova atitude mental .

E Tantra é uma grande abertura, uma expansão de nossas faculdades sensoriais , motoras , emocionais e transcedentais .A consciência tântrica , através de métodos , leva-nos a redescoberta da natureza latente em nós.Quando dois amantes estão em profundo orgasmo , eles se fundem um no outro , tornão-se o circulo Yin e Yang , chegando verdadeiramente ao outro , encontrando-se um no outro, ocorre uma fusão. Tornando o amor verdadeiramente belo.

OS CHACRAS

chacras

O nosso corpo é dotado de “portas energéticas”, chamados Chacras. É através deles que se dão as trocas energéticas com o Mundo e com os Outros. Dado essas trocas energéticas ocorrem a todo o tempo com o Outro, esta circulação energética com pessoas de vibração diferente pode, por vezes, provocar bloqueios energéticos ou até mesmo uma abertura demasiado grande em determinado ponto.

Os chacras funcionam como uma objectiva de uma vulgar máquina fotográfica. Podem abrir e fechar consoante as vivências quotidianas e/ou as necessidades energéticas.

Eles estão “ligados” entre si, de forma a que, quando há uma abertura excessiva de um deles, o seu correspondente fecha-se. Os chacras estão ligados da seguinte forma:

O da Raiz (primeiro) com o da Coroa (sétimo). O Emocional (segundo) com a Terceira Visão (sexto), o Plexo Solar (terceiro) com o da Garganta (quinto). O quarto chacra, o Cardíaco, tem correspondência com o oitavo (fora do corpo físico), que, em algumas pessoas, já iniciou a sua entrada e localiza-se acima do Cardíaco, na zona do Timo.

Existem sete Chacras principais e um grande número de outros, considerados secundários, não por serem menos importantes, mas pela ligação que existe com cada um dos centrais.

Começando de baixo para cima temos :

chacra-da-raiz

1 – Chacra da Raiz  (Muladhara) 

Tem a cor Vermelha e localiza-se na base da coluna, na zona entre o Ânus e o Útero (nas senhoras) e entre o Ânus e a Próstata (nos senhores).

O Chacra da Raiz é o Centro de Energia do nível fisico, da existência e da sobrevivência. É sobre ser/estar fisicamente lá. Está ligado à Terra, à materialidade, aos instintos de sobrevivência.

chacra-do-sacro

2 – Chacra do Sacro  (Svadhisthana) 

Tem a cor Laranja e localiza-se a cerca de 2 dedos abaixo do umbigo.

O Chacra do Sacro ou Sacral é o Centro da Criatividade, em todas as suas formas. Foca-se também a nível da satisfação das necessidades básicas, tais como comer, beber ou a expressão sexual.

chacra-do-plexo-solar

3 – Chacra do Plexo Solar (Manipura)

Tem a cor Amarela e localiza-se abaixo do Apêndice Xifóide, na termnação do osso Esterno.

Esta é a Fonte da sua Energia. É o chacra que representa o Ego, a imagem de Si. O Plexo Solar assimila as experiências e decide o que é melhor para si. Esta é a área da confiança e do sucesso.

chacra-cardiaco

4 – Chacra Cardíaco ou do Coração (Anahata) 

Tem a cor Verde e localiza-se no centro do Peito, na área do coração.

É o centro das emoções, do amor da empatia e afeição. É o chacra da amizade, das relações e da compreensão dos Outros.

chacra-da-garganta

5 – Chacra da Garganta  (Vishuda) 

Tem a cor Azul Celeste e localiza-se na área da Garganta (Maçã de Adão, nos senhores)

O Chacra da Garganta é o centro da expressão verbal e da Comunicação. Está ligado à forma como se comunica com o mundo, com os Outros, à Verdade e aos Princípios e Valores.

chacra-do-terceiro-olho

6 – Chacra do Terceiro Olho (Ajna)

Tem a cor Azul Indigo e localiza-se ao centro da testa, acima da linha das sobrancelhas.

O Chacra do Terceiro Olho é o Centro Psíquico. Refere-se à introspecção e à visualização. Está ligado com a mediunidade e as capacidades intuitivas.

chacra-da-coroa

7 – Chacra da Coroa (Sahasrara)

Tem a cor Violeta e localiza-se no topo da cabeça.

O Chacra da Coroa é a sua ligação com a Energia Vital ou Força Vital. Refere-se à sua sabedoria superior e a ser Um com o mundo. É a sua ligação ao Divino, chame-lhe Deus, Buda, Alá, Shiva.